(Historia) Anithus Ep1 e Ep2

Compartilhe

kiko
Administrador
Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 1471
Idade : 27
Localização : Lins - São Paulo
Emprego/lazer : JBS
Humor : Legaaal
Data de inscrição : 22/10/2007

default (Historia) Anithus Ep1 e Ep2

Mensagem por kiko em Qua Jun 16, 2010 6:53 pm

Ola a todos!
Venho aqui mostrar a vocês uma fanfic criada por mim e por um amigo meu. Esta é a historia de anithus, um outro mundo, na qual o perssonagem principal acaba caindo. Abaixo esta as informações :

Anithus

Resumo da Historia

No ano de 2008, Guiller um garoto de 16 anos vivia tranqüilamente, mas um dia algo seria diferente. Após ter acordado de um sonho estranho que parecia querer lhe dizer algo ele vai para a escola. Depois de um dia de aula Guiller chega em casa e é surpreendido com uma falta de luz, que o faz ir ate o seu porão com o objetivo de chegar as antigas fiações de sua casa, mas algo estava estranho, misteriosos sons saiam de traz de uma porta, que fez Guiller por curiosidade ir abri-la, sendo puxado por uma luz que depois descobrira que era um portal. Este portal o levaria para uma outra dimensão da terra, um lugar chamado anithus, aonde coisas fora do normal acontecem. Dominadores de energia, outro tipo de população, seres estranhos, e outras coisas diferentes, marcam este misterioso mundo a qual foi lançado. A época a qual ele cai em anithus, é um momento de crise, pois esta outra dimensão de nosso planeta esta em terríveis guerras que já duram longos anos. Guiller terá que aprender a sobreviver neste mundo, e fará muitas descobertas a qual mudaram sua vida!

Personagens

Por enquanto vou colocar só o primeiro perssonagem, pois os outros eu só colocarei quando irem aparecendo no decorrer da historia.

Guiller – Um garoto de 16 anos, que tem sua vida mudada por um portal que o faz parar em outra dimensão da terra. Lá ele fará amigos, aprenderá muitas coisas e tentará descobrir um jeito de voltar para sua casa.


Fluxo de Energia

Em Anithus existe uma espécie de energia, não uma energia comum, mas sim uma energia mágica. Esta energia mágica é responsável por manter as arvores, o mar, a terra e as outras coisas de anithus sempre bela. Graças a essa energia, as pessoas que nascem neste local a possuem em seu corpo. Esta energia pode ser utilizada para fazer coisas inacreditáveis, como aumentar bruscamente a força de seu corpo, lançar raios e alguns até controlarem elementos. Mas não se é tão simples chegar a um nível de controlação básico, para isso deve se fazer um treinamento que dura mais ou menos 3 anos para se ser dominado. Cada pessoa possui uma capacidade de controlar sua energia, abaixo estão listadas os tipos e a definição:

Intensificador – Consegue controlar o fluxo no interior de seu corpo, podendo focá-lo em uma área especifica de seu corpo.Pode dar golpes com força extrema.

Fundidor – Pode unir o fluxo a coisas materiais, o fundidor pode por meio de sua energia juntar um material ao seu corpo para defesa ou até mesmo para o ataque.

Transmorfo – Consegue controlar sua energia a ponto de modificar seus genes. Pode facilmente se transformar em animais, pessoas e outras coisas.

Materializador - Podem dar forma a energia. Criam desde matérias pequenos até longas armas afiadas. Dependendo do materializador, pode ser por tempo determinado.

Mago – Controlam de outra maneira a energia. Podem fundir, materializar e até mesmo se transformar, porém este poder não é tão intenso quanto aos outros separados.

Alquimista – Na verdade, não conseguem controlar a energia. São estudiosos que conseguiram por meios de estudos controlar a energia contida em outros materiais. Por fazerem coisas proibidas, foram banidos.

Combustor – Conseguem super aquecer a energia contida em materiais ou seres vivos, levando a explosão ou morte.O processo pode demorar um pouco dependendo do tamanho.

Elementares – São povos antigos e misteriosos, conseguem controlar a energia contida nos elementos e manipulá-los.

1° episódio

(Sonho)

Em um cenário que mesclava as trevas e o medo, um homem ferido e cansado, trajando vestes que outrora seriam belas, porem estavam surradas, com alguns rasgos, além de um tanto suja, que em suas mãos segurava firmemente um objeto de madeira, mantinha-se presente. Logo avistou um ser, provavelmente conhecido seu, então forçando um pouco suas pernas para dar passos mais rápidos, com o intuito de alcançá-lo, mesmo que esse ser estivesse parado, e assim fora feito. Era um ser que possuía belas vestes, com vários detalhes feitos com ouro e pedras preciosas, o ser também empunhava em uma das mãos um objeto de madeira parecido com o do homem. Ao ver tal homem, o misterioso ser deu início a uma conversa, com um sorriso meio macabro estampado na face:

- Vejo que você mudou de idéia e veio se juntar a mim.

Indignado com tamanhas palavras, o homem logo encheu-se de ódio e não escondia tal sentimento, que se mostrava estampado em sua face. Logo o homem respondeu dando continuidade à conversa:

Eu nunca me juntaria a alguém que possui opiniões opostas as minhas, nas quais passam pôr cima de pessoas para conseguir o que quer.

Apesar da resposta que recebera, o ser manteve sua calma e logo levantou, fitando os olhos do homem e disse:

Então vejo que ainda não aceita meus métodos de governar.

Aquilo era óbvio, talvez, o misterioso ser tivesse feito isso para provocar ainda mais a ira do homem, mas a verdade não sabe. Independente ou não, aquele comentário fizera um certo efeito no homem deixando-o ainda mais irado, porém tentou não deixar-se levar pela raiva e logo retrucou:

Não! Eu vim aqui para impedi-lo.

O ser surpreendeu-se um pouco com a resposta, apesar de não ter demonstrado, mantendo sempre o semblante calmo. Interessado com a extensão dos poderes daquele homem, o ser logo indagou:

E o que você pretende fazer?

- Isso!!!

Ao terminar sua fala, uma grande luz partindo da mão do homem, rasgou as trevas e começou a envolver tudo.
____________________________________________________

Tudo aquilo que ocorrera fazia parte de um misterioso sonho de um jovem garoto chamado Guiller . Guiller era um jovem de 15 anos, com uma altura mediana comparada à dos garotos de sua idade, tendo 1,73 metros, a única coisa que lhe diferenciava do resto era a cor de seus olhos e cabelos. Seus olhos possuíam uma rara cor azulada como o fundo de um piscina visto de cima e os cabelos um forte azul que mais parecia o mar visto ao longe. Então o jovem acordou, um pouco assustado com tal sonho, ou será que deveria ser chamado de pesadelo? De uma forma ou de outra, aquele garoto logo deixou algumas palavras escaparem por seus lábios:

- Há...que sonho estranho!!!

Guiller olhou sonolento para o relógio, como fazia todas as manhãs após acordar, e vê que faltavam 30 minutos para ir pra escola, em outras palavras, estava atrasado. Seus olhos que antes estavam semi-cerrados, arregalaram-se e logo o jovem saltou da cama e correu para o banheiro, indo rapidamente até a pia e ligando a torneira, deixando a água escoar. Então, colocou juntou suas mãos em forma de concha e as colocou embaixo do jato d'água, assim conseguindo guardar um pouco de água entre as mãos, água esta que rapidamente jogava contra a face, para que se mantesse acordado. Então voltou para o quarto e trocou de roupa, deixando seu costumeiro pijama para trás e colocando o uniforme do colégio. Só após tudo isto feito que o jovem desceu para tomar seu café da manhã junto de sua querida mãe, que ao ver-lo logo deu um bom dia.

- Bom dia Guiller!
Bom dia Mãe!
Como foi sua noite, escutei você falando enquanto dormia, tá tudo bem?
Não é nada!

Ao ouvir o comentário da mãe, o jovem Guiller arqueou uma das sobrancelhas e ficou um tanto pensativo, mas logo lembrou-se que estava atrasado para escola, então terminou seu café da manhã apressadamente e despediu-se da mãe, enquanto pegava sua mochila .
Mãe vou para a escola!
Tudo bem, vai lá e estude bem!
OK!

Então deixou a casa para trás, correndo pelas ruas, lutando contra o tempo, faltavam menos de 10 minutos para que o sinal tocasse e não podia perder aula, caso contrário seria punido com isso através de deveres de casa e afins.

2º Episódio

Chegou bem em cima da hora e logo sentou em seu lugar e deu-se início a aula, apesar de ter prometido à mãe, Guiller não se interessava muito no colégio, portanto, se distraía com facilidade e volta e meio seu olhar se perdia enquanto fitava a janela da sala, onde ele acreditaria que encontraria a liberdade. Então o sinal tocou e o professor deixou a sala, junto com a maioria dos alunos era chegada a hora do intervalo. Apesar de quase todos terem saído, Guiller ficou, ainda olhando pela janela e remoendo o pouco que lembrava daquele peculiar sonho que teve, porém logo fora interrompido pelos chamados de sua amiga, Mandy. Mandy era uma garota de estatura baixa, com longos e lisos cabelos castanhos e olhos profundos também castanhos. Aparentemente a menina gostava dele. A garota então se aproxima dele, sentando numa carteira ao lado da sua, e então começa a chamá-lo :

-Guiller! Guiller!

Guiller por estar tão focado no sonho que havia tido, com seus pensamentos perdidos, tentando encontrar respostas , não houvia Mandy chamar pelo seu nome.A garota então, achando que estava a evitando, grita:

-GUILLER!!!!!!!!!
-Ham... O que foi? Por que esse grito?
-Eu gritei porque você não estava me escutando! Mas, bem, o que você está fazendo sozinho aqui na sala?

Guiller então fica pensativo, olha para cima, visando o teto da sala , e responde :

-Sabe, Mandy...
-O que?
-Mandy, você já teve algum sonho, que quere-se te demonstrar ou até mesmo dizer algo?

Mandy então fica pensativa, tentando tirar lá do fundo algum sonho que ela havia tido. Vendo que não estava se lembrando de nada no momento,sem esperanças, coça a cabeça, respondendo :

-Que eu me lembre agora, não. Por que?
-É que tive um sonho meio estranho, que aparecia dois homens...

Mandy arregala os olhos, leva as mões a cabeça, entrando em desespero, e começa a ter pensamentos errados :

-Não!Não!Não! será que o garoto dos meus sonhos, é...

Mandy então fecha a cara para guiller, abaixa a cabeça e fala:

-Não precisa falar mais guiller.

Guiller não entendendo nada, confuso, pergunta:

-Por que?

Quando guiller fixa seus olhos na Mandy, cai sua ficha, e ele percebe então, que ela está pensando na realidade em outra coisa.Querendo corrigir seu pensamento, rapidamente ele fala :

-Calma, Calma. Não é isso que você está pensando!

Já não havia mais jeito, Mandy estava acreditando no que tinha pensado. Querendo arrumar um meio de escapar dali, ela logo fala :

-Oh.. Escutou isso, parece que estão me chamando, desculpe guiller, mas tenho que ir!

Numa velocidade impressionante, Mandy confusa, deixa a sala de aula.Guiller então, sabendo que ela estava pensando algo errado sobre ele, deixa escapar algumas palavras de sua boca :

-Só me faltava essa!

By: Marph (Fórum AnimesDown)


_________________
Qualquer problema me avisa...

Meu twitter: Clique Aqui
Meu Blog: Clique Aqui

    Data/hora atual: Ter Dez 06, 2016 5:48 pm